Encontrado Raro Artefato da Idade do Bronze na Europa: Uma Luva de Metal de 3.500 Anos

Compartilhe

Uma Luva de Metal de 3.500 Anos foi encontrada recentemente, em 2017, próximo ao Lago Biel, perto do vilarejo de Prêles, na Suíça, por caçadores de tesouros que usavam detectores de metal, e que mais tarde vieram a entrega-la às autoridades, junto com um punhal de bronze e um osso de costela que encontraram nas proximidades.

Os arqueólogos ficaram fascinados com tamanha descoberta, pois se trata da representação de metal de um corpo humano mais antiga encontrada na Europa. A luva que foi datada em 3.500 anos é um pouco menor que o esperado para um tamanho normal, porém foi forjada com meio quilo de bronze. O punho da luva é curiosamente de ouro, e usando radiocarbono, um método de datação radiométrica que usa o radioisótopo de ocorrência natural carbono-14(14C) para determinar a idade de materiais carbonáceos até cerca de 60 000 anos, os pesquisadores conseguiram estimar, também, a data da cola usada para fixar o punho de ouro da luva chegando a datar cerca de 1.400 e 1500 anos, confirmando a Idade do Bronze na Europa.

Um detalhe interessante no achado, é que existe um soquete dentro da mão, o que poderia ter sido feito para o encaixe de um bastão.

“Nunca tínhamos visto nada igual”, diz Andrea Schaer, chefe do Departamento de História Antiga e Arqueologia Romana do Serviço Arqueológico de Berna, na National Geographic.

Ao constatarem que o objeto encontrado era muito antigo e raro, os arqueólogos buscaram informações da localização do aterro com os caçadores de tesouros, e rapidamente retornaram ao local de onde a luva havia sido extraída.

Lago Biel/Bienne/Suiça – Imagem: https://www.myswitzerland.com/en/lake-biel-bienne.html

Voltando ao local onde a mão foi encontrada e fazendo mais escavações, os arqueólogos descobriram o que poderia ser um túmulo, mas que já estava muito danificado. Nele haviam ossos de um homem de meia-idade, um alfinete de bronze, um enfeite de bronze que provavelmente era um laço de cabelo, e fragmentos de folha de ouro combinando com os da mão de bronze. Encontraram também, um dos dedos quebrados da luva no túmulo, algo que sugere que ela foi enterrada junto com o homem. Segundo os pesquisadores, este tipo de enterro era comum na idade do Bronze e se tratava de alguém importante.

O fato é que objetos de metal nos enterros da Idade do Bronze são raros, e o ouro quase nunca é encontrado nos cemitérios da Idade do Bronze na Suíça, o que torna a descoberta ainda mais intrigante e definitivamente única.

A Idade do Bronze data cerca de 3.000 anos a.C. Feito da liga de cobre e arsênio ou de estanho e cobre, foi inicialmente produzido na região da Mesopotâmia, mas a partir de compostos que aumentaram sua durabilidade ele se tornou muito mais resistente e destacou-se como marco do fim da idade da Pedra.

Conforme consta na National Geographic, Stefan Hochuli, chefe do Departamento de Preservação de Monumentos e Arqueologia do cantão suíço de Zug diz que: “O fato de conhecermos milhares de sepulturas da Idade do Bronze e nunca terem encontrado algo assim mostra que é muito especial”.

As escavações e pesquisas continuam, tanto para entender o propósito da luva como para descobrir se os itens encontrados foram feitos nas proximidades ou trazidos de lugares distantes.

O local onde a mão de bronze e outros artefatos foram encontrados. Imagem: Serviço Arqueológico do Cantão de Berna / Guy Jaquenod (https://gizmodo.com/ancient-bronze-hand-found-in-switzerland-mystifies-arch-1829296049?utm_campaign=socialflow_gizmodo_twitter&utm_source=gizmodo_twitter&utm_medium=socialflow)

Mas os pesquisadores alertam que as respostas podem permanecer indefinidas, considerando que os caçadores de tesouros removeram a mão de metal antes de qualquer registro, por isso é impossível saber como foi originalmente acondicionado o corpo do homem junto aos seus prováveis pertences.

Parece haver indícios de roubo de alguns objetos também, levando o evento a uma investigação criminal e restringindo maiores informações a respeito.

O local fica num planalto acima do Lago Biel, “Há uma vista magnífica sobre o planalto dos Alpes”, diz Schaer. “É realmente um lugar extraordinário.” (National Geographic)

A mão de bronze e o punho de ouro.Editorial: Serviço Archaeological do cantão de Berna / Philippe Joner (https://gizmodo.com/ancient-bronze-hand-found-in-switzerland-mystifies-arch-1829296049?utm_campaign=socialflow_gizmodo_twitter&utm_source=gizmodo_twitter&utm_medium=socialflow)

O artefato foi batizado de Mão de Prêles e já esteve exposto em Biel, na Suiça, enquanto os pesquisadores tentavam decifrar sua utilidade. Eles dizem que “seu ornamento dourado sugere que se trata de um emblema de poder, um sinal distintivo de uma elite social ou mesmo de uma divindade. A mão se estende por uma forma oca que sugere que ela foi originalmente montada em outro objeto: talvez fosse parte de um cetro ou de uma estátua”. O soquete na luva, certamente leva a supor que a peça possa ter sido usada para adornar uma estátua, ter sido montada em um bastão, ou até mesmo, usada como prótese num ritual.

“Achados como este nos lembram quantas lacunas ainda existem em nosso conhecimento sobre o passado”, diz Hochuli. “Isso nos dá um vislumbre do mundo espiritual dessa sociedade – e é muito mais complexo do que costumamos pensar”. (National Geographic).


Referências:

ANDREW CURRY- Mão De 3.500 Anos De Idade É A Parte Do Corpo De Metal Mais Antiga Da Europa. National Geographic- publicado em 24 de setembro de 2018. Disponível em: https://www.nationalgeographic.com/science/2018/09/bronze-hand-ancient-switzerland-archaeology/

GEORGE DVORSKY – Uma Mão De Bronze Encontrada Na Suíça Tem Deixado Arqueólogos Perplexos. Gizmodo Brasil – publicação em 28 de setembro de 2018. Disponível em: https://gizmodo.uol.com.br/mao-de-bronze-suica/

BRUNO DIAS – Luva De Bronze Encontrada Na Suíça Intriga Arqueólogos. Fatos Curiosos-publicado em 27/09/2018, página: Curiosidades. Disponível em: https://www.fatosdesconhecidos.com.br/luva-de-bronze-encontrada-na-suica-intriga-arqueologos/

Curiosa pesquisadora das mais diversas áreas do conhecimento, autora de variados tipos de textos, expostos em https://www.recantodasletras.com.br/escrivaninha/publicacoes/index.php

Posted in Arqueologia, Artefatos Fora de Lugar (Oopart).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *