Paraíba

Compartilhe

Imagens da Expedição

Pintura rupestre no Congo/PB
Inscrições rupestres em Itatuba/PB
Megálito do Lajedo Marinho - Boqueirão/PB
Templo antigo do Lajedo Marinho
Megálito Pedra da Coxinha - Queimadas/PB
Magnífica Pedra do Ingá
Pirâmide do Ingá
Inscrição rupestre inferior em Ingá/PB
Saca de lã ou Machu Picchu brasileira - Cabaceiras/PB
Megálitos cortados na Saca de Lã
Pintura rupestre na Saca de Lã - Cabaceiras/PB
previous arrow
next arrow
ArrowArrow
Slider

Rota da Expedição

Histórico da Expedição

A expedição à Paraíba, composta por André de Pierre e pelo colaborador da pesquisa Adonai Zanferrari, partiu do Aeroporto de Recife em 19 de Março de 2018 rumo a cidade de Ingá, PB, para observar a internacionalmente famosa Pedra do Ingá, contudo, próximo as inscrições, Pierre observou um "morro" em formato piramidal de aproximadamente 200 metros de altura. No segundo dia, os exploradores foram em direção a Itatuba, PB, onde documentaram petróglifos inéditos, desconhecidos do público em geral.

Em 21 de Março foi a vez de pesquisar a magnífica Saca de Lã no município de Cabaceiras, onde Pierre pode evidenciar que não se trata de uma formação natural. Dia 22 foi de mais uma descoberta importante no município de Queimadas, a magnífica pedra calendário chamada pelos habitantes de "Pedra da Coxinha", onde é possível se prever solstícios e equinócios, também, no Sítio dos Macacos, foram examinadas itacoatiaras (petrógifos).

No último dia, Pierre e Zanferrari visitaram os megálitos do Lajedo Marinho, Boqueirão, e as pinturas rupestres na cidade do Congo.

Na Revista Enigmas número 2 constará todo o relato da viagem, assim como as principais evidências coletadas na pesquisa. Clique aqui para saber mais.