Biblioteca Enigmas

Em parceria com a Amazon estamos disponibilizando os melhores títulos referentes aos temas da Revista Enigmas

Essa é mais uma iniciativa cultural da Revista Enigmas que visa disseminar ao máximo os conteúdos tratados na revista. Você pode comprar pelo link sugerido da Amazon e apoiar todos os trabalhos que desenvolvemos ou utilizar a lista como consulta.

Numerais e Letra A a N

Página 2 (O a Z)


 

Ao apresentar a história das origens da humanidade por meio da arqueologia, da mitologia e de textos antigos, em O 12º Planeta, Zecharia Sitchin documenta o envolvimento de extraterrestres na história da Terra. Focando principalmente na antiga Suméria, ele revela com precisão espetacular a história completa do Sistema Solar como contada pelos anunnakis de Nibiru, um planeta que orbita próximo à Terra a cada 3.600 anos. O 12º Planeta é o manual crítico sobre esses astronautas antigos - como eles chegaram aqui, quando vieram e como a tecnologia e a cultura deles influenciaram a humanidade por milênios.

Em 8 de março de 1421, a maior esquadra jamais vista pelo mundo zarpou de sua base na China. Os navios, gigantescos juncos de quase 150 metros de comprimento, construídos com a mais selecionada madeira de teça, eram capitaneados pelos leais almirantes eunucos do Imperador Zhu Di. Sua missão era “seguir até os confins da terra para recolher tributos dos bárbaros de além-mar”. Sua jornada duraria mais de dois anos: os navios chineses, assim, aportaram na América 70 anos antes de Colombo.

Saiba como uma mulher das cavernas azarada, caciques com mania de grandeza e conquistadores canibais estão revolucionando o que sabemos sobre o Brasil antes de CabralEsqueça a velha ideia de que, antes da chegada dos portugueses, o Brasil não passava de uma vasta extensão de mato povoada por um punhado de índios. A saga pré-histórica do país, que está sendo desenterrada por uma nova leva de estudos arqueológicos, inclui metrópoles "perdidas" em plena Amazônia, redes de comércio vibrantes, grandes monumentos e tradições artísticas espetaculares.

Winston, herói de 1984, último romance de George Orwell, vive aprisionado na engrenagem totalitária de uma sociedade completamente dominada pelo Estado, onde tudo é feito coletivamente, mas cada qual vive sozinho. Ninguém escapa à vigilância do Grande Irmão, a mais famosa personificação literária de um poder cínico e cruel ao infinito, além de vazio de sentido histórico.

Uma jornada incrível em busca da verdade e da ciência por trás do fantástico artefato bíblico conhecido como a Arca da Aliança. Esse objeto feito por Moisés no Monte Sinai – parte caixa de madeira e metal e parte estátua de ouro – tinha o poder de criar “raios” para matar pessoas e também de voar e liderar pessoas pelo deserto.

Um relato magistral de como uma minúscula cidade-estado na Grécia Antiga, com apenas 200 mil habitantes, se tornou uma das civilizações mais influentes da história. Este livro conta como Atenas, em um espaço de 200 anos, nos séculos V e IV antes de Cristo, transformou o mundo – da revolução democrática, que marcou o seu início, passando pela idade de ouro política e cultural da cidade, até o seu declínio.

A divindade, entendida na sua acepção espiritual, não está presente no Antigo Testamento. Concretamente, na Bíblia não está Deus nem qualquer culto que Lhe seja dedicado. É por essa razão que o título afirma que a Bíblia não é um livro sagrado.

O Rei Salomão é a figura central nos rituais secretos da Francomaçonaria. As tradições sagradas do Judaísmo, do Cristianismo e do lslamismo se reúnem na pessoa do sábio rei-mago da Israel antiga. A sua presença na história bíblica é um elemento-chave para entender a visão que essas três religiões tão diferentes têm de si mesmas e umas das outras.

Abrange a aplicabilidade dos conceitos cosmológicos egípcios para a nossa compreensão moderna da natureza do universo, criação, ciència e filosofia. Esta edição traduzida para a lingua portuguesa examina a aplicabilidade dos conceitos cosmológicos Egípcios para a nossa compreensão moderna da natureza do universo, creação, ciència e filosofia.

'A epopeia de Gilgamesh', o famoso rei de Uruk, na Mesopotâmia, provém de uma era totalmente esquecida até o século passado. Estes poemas têm direito a um lugar na literatura mundial, não apenas por precederem às epopeias homéricas em pelo menos mil e quinhentos anos, mas principalmente pela qualidade e originalidade da história que narram. Trata-se de uma mistura de pura aventura, moralidade e tragédia.

Quais são os segredos que a Igreja quer ocultar sobre a vida de Jesus? Esta obra traz um percurso fascinante pelas principais passagens da vida do homem que significou um antes e um depois na história da Humanidade. Uma análise rigorosa que se aprofunda em três aspectos determinantes na vida de Jesus de Nazaré: seus anos perdidos no Egito, sua origem essênia e o mistério de sua morte e sua possível sepultura na França.

Passados milênios desde sua construção, muitos pesquisadores consideram a Grande Pirâmide, no Egito, como um monumento de mensagem à Humanidade. Os significados das diversas dimensões de paredes, corredores e câmaras da construção causam surpresa em astrônomos e matemáticos, fazendo da Pirâmide um verdadeiro enigma. Obra que encerra uma técnica nunca compreendida, a Grande Pirâmide foi construída em um tempo em que o homem não utilizava a roda, e o Egito era um país composto por diversas tribos isoladas, desprovido, portanto, de escravos.

A História Está Errada é um livro fascinante, que instiga o leitor a fazer uma viagem ao desconhecido e refletir sobre questões que mudam o nosso modo de perceber o mundo.

O livro explora os diversos fragmentos de evidências que conduzem à extraordinária conclusão de que o homem antigo era praticamente tão sofisticado quanto o contemporâneo. Childress, um dos maiores especialistas no assunto, busca na literatura, nos monumentos e nos artefatos antigos as provas da existência de civilizações avançadas na Antiguidade, convidando os leitores a se desarmarem das idéias preconcebidas para decidirem, por si mesmos, o que é digno de credibilidade ou não.

No decorrer das páginas deste livro são desvelados os mistérios da origem histórica e do ambiente de Jesus para que sejam compreendidos os fatos de seu casamento e sua paternidade. Esse relato extraordinário da linhagem messiânica é baseado em arquivos suprimidos e da realeza.

"A Máquina de Uriel - As Antigas Origens da Ciência" prova que os europeus não somente sobreviveram à inundação de 7640 a.C., mas também desenvolveram uma civilização altamente avançada, dedicada a preparar-se para impactos meteóricos futuros. Construindo uma rede internacional de observatórios astronômicos sofisticados, esses astrônomos antigos criaram calendários solares, lunares e planetários exatos; mediram o diâmetro da Terra e predisseram a colisão de 3150 a.C., permitindo a reconstrução da civilização em um mundo destruído. Essa era a verdadeira finalidade de estruturas megalíticas como Stonehenge. "A Máquina de Uriel - As Antigas Origens da Ciência" constitui uma revisão de grandes eventos da humanidade iluminada por novas e brilhantes idéias.

Mitologia Templária' explica de modo detalhado os conceitos mais profundos da filosofia iniciática da Ordem religiosa e militar do Templo. Esta obra revela segredos dos enigmáticos Cavaleiros cuja Ordem sacudiu os alicerces do mundo ocidental, deixando atrás de si toda uma história por descobrir. O autor expõe o significado das cores preto, branco e vermelho, as formas de sepultamento, o jogo da oca ou jogo da glória, a simbologia dos números e das cruzes patriarcas e sua relação com as virgens negras.

Personagens, lugares e acontecimentos expressivos da história da Grécia Antiga são revisitados por meio de uma veemente defesa da presença alienígena na Terra. Com base em pesquisas arqueológicas, na literatura e nas teorias de pensadores como Platão, Aristóteles, Sócrates e Homero, Erich von Däniken afirma que os “deuses” gregos eram, na verdade, seres extraterrestres. Do convívio entre homens e alienígenas, surgiram grandes mistérios da humanidade – heróis, criaturas míticas, fatos e lendas que ajudaram a escrever a história do planeta.

A Origem de Deus' pretende realizar uma investigação biográfica documentada sobre a origem e evolução de Deus como crença, apresentando provas circunstanciais e conclusivas em ordem cronológica do desenvolvimento do monoteísmo.

Escrito para todas as pessoas que questionam a origem dos símbolos, rituais e cerimônias do cristianismo, este livro apresenta uma pesquisa e traça paralelos entre as cerimônias da Igreja Católica Apostólica Romana e aquelas praticadas no Egito Antigo. Embora todas as formas de cristianismo apresentem paralelos com os rituais do Egito Antigo, é no catolicismo que se encontram os exemplos mais contundentes. Uma obra inspiradora que permite ao leitor um maior entendimento da fé católica no mundo contemporâneo.

Personagens fascinantes protagonizam essa epopeia, um romance iluminado pelos nobres mandamentos de vida dos incas. Roselis von Sass mescla a história da construção da nação inca – cuja unidade cultural extremamente avançada continua fascinando arqueólogos e antropólogos da atualidade – com acontecimentos da vida diária desse povo espiritualizado, fortemente ligado à natureza.

A Vida Mística de Jesus está repleta de detalhes da história inspiradora de Cristo, no qual ela trata de histórias controversas como seu miraculoso nascimento, infância, viagens, ministério, milagres, a verdade por traz crucificação, sua morte e ressurreição, e se ele realmente pode ter deixado descendentes ou não.

Um clássico moderno, o romance distópico de Aldous Huxley é incontornável para quem procura um dos exemplos mais marcantes da tematização de estados autoritários, ao lado de 1984, de George Orwell. Ele mostra uma sociedade inteiramente organizada segundo princípios científicos, na qual a mera menção das antiquadas palavras “pai” e “mãe” produzem repugnância. Um mundo de pessoas programadas em laboratório, e adestradas para cumprir seu papel numa sociedade de castas biologicamente definidas já no nascimento.

Archaeological proof of the advanced civilization on the southern tip of Africa that preceded Sumer and Egypt by 200,000 years. Includes more than 250 original full-color photographs of South Africa’s circular stone ruins, ancient roads, prehistoric mines, large pyramids, and the first Sphinx. Reveals how these 200,000-year-old sites perfectly match Sumerian descriptions of the gold mining operations of the Anunnaki and the city of Enki. Shows how the extensive stone circle complexes are the remains of Tesla-like technology used to generate energy and carve tunnels straight into the Earth. With more than 250 original full-color photographs, Michael Tellinger documents thousands of circular stone ruins, monoliths, ancient roads, agricultural terraces, and prehistoric mines in South Africa. He reveals how these 200,000-year-old sites perfectly match Sumerian descriptions of Abzu, the land of the First People--including the vast gold-mining operations of the Anunnaki from the 12th planet, Nibiru, and the city of Anunnaki leader Enki.

El hilo conductor del relato es la historia de la Ciudad Perdida de Akakor relatada en el "best-seller" de 1976 "Las Crónicas de Akakor" de Karl Brugger. Unos capítulos sobre el explorador Coronel P.H. Fawcett. La apasionante historia del Manuscrito 512. EL relato de otra ciudad "perdida" llamada Akaim y la presencia de unas estructuras piramidales en plena amazonia peruana. Un capítulo sobre el debatido tema de la presencia de construcciones subterráneas (túneles) que conectarían diferentes lugares en la amazonia. La presencia de la secta del "Santo Daime" sus ritos consumiendo bebidas alucinógenas a base de Ayahuasca. Un capítulo sobre la verdadera historia del impostor que se hace llamar Tatunka Nara y su relación con la Comunidad Indígena Yanomami. Para terminar con la presencia de "otra" leyenda de una ciudad perdida y de unas pirámides en la Selva Amazonica Peruana. La Leyenda del Paititi comienza.

Alexandre teve uma vida curta e prodigiosa. Filho de rei, discípulo de Aristóteles, ainda muito jovem concebeu o projeto de uma monarquia universal que unisse os povos do Ocidente e do Oriente até o limite da Índia, então considerada a fronteira do mundo. Tornou-se rei com vinte anos de idade e se entregou a esse sonho. Completou a obra do pai, Filipe, que começara a transformar uma região periférica em uma potência militar. Consolidou a liderança da Macedônia sobre o mundo grego. Desafiou e venceu o invencível Dario, rei dos persas. Realizou campanhas prodigiosas, tomou fortalezas inexpugnáveis, sitiou cidades poderosas, sempre em inferioridade numérica.

O intuito deste livro é apresentar ao leitor algumas das sociedades secretas mais tradicionais da história, destacando sua influência no momento em que foram concebidas e sua importância para acontecimentos mundiais.

Was an advanced civilization lost to history in the global cataclysm that ended the last Ice Age? Graham Hancock, the internationally bestselling author, has made it his life's work to find out -- and in America Before, he draws on the latest archaeological and DNA evidence to bring his quest to a stunning conclusion. We've been taught that North and South America were empty of humans until around 13,000 years ago - amongst the last great landmasses on earth to have been settled by our ancestors. But new discoveries have radically reshaped this long-established picture and we know now that the Americas were first peopled more than 130,000 years ago - many tens of thousands of years before human settlements became established elsewhere.

Ancient Scripts in South America is about the history of writing in South America. This is the first book to discuss and explain the long history of writing in Brazil, Bolivia and Peru. It explains how the Sumerians, came to Bolivia-Peru in search of minerals, and named the new mining area Kuga-Ki, because of the large tin deposits in the region. It shows how the people of Bolivia-Peru from Sumerian times up to the Inca used Proto-Sumerian linear signs to write inscriptions on paper, leaves and stones. In Ancient Scripts in South America, I explain my decipherment of the inscriptions on the Fuente Magna Bowl, Pokotia statue and the writing on the mantas (robes) of Incan Kings. The book will also report on the Axumite writing used by the Moche, and the Malian inscriptions found throughout South America-even at NASCA. Ancient Scripts in South America is the most comprehensive book on Native American writing in South America today. It proves that the Maya and Olmec were not the only Native Americans to possess their own writing systems.

Uma jornada pela ciência da Idade da Pedra revela fragmentos de uma civilização perdida. Quem criou a maior maravilha do mundo antigo? Os construtores do Egito, como revela essa espantosa investigação, foram inspirados por uma civilização anterior, pelo menos mil anos mais velha do que eles? Antes das Pirâmides lança uma nova luz dramática sobre como os imensos monumentos funerários dos faraós em Gizé foram concebidos, construídos e por quê.Em uma série de revelações que estilhaçam as doutrinas modernas da arqueologia e da história das religiões, Christopher Knight e Alan Butler demonstram que as pirâmides foram construídas como um portal para o firmamento e em um modelo astronômico preciso da Constelação de Órion. Eles também explicam que as medições usadas em Gizé exigiam conhecimento exato das dimensões terrestres, 2 mil anos antes de elas serem calculadas, e acreditam que o plano das pirâmides não é original, e sim uma cópia de outro lugar sagrado criado na Inglaterra mais de um milênio antes. No local dos grandes henges em Thornborough, em North Yorkshire, eles descobriram que lá surgiu o modelo das pirâmides, muito antes dos faraós.

Foi Pedro Álvares Cabral quem, de fato, descobriu o Brasil, ou os fenícios teriam estado por aqui antes dele? Cabral teria chegado ao Brasil por acaso, ou já conhecia descrições da costa brasileira? Quem primeiro oficiou funções religiosas aos nossos índios: Henrique de Coimbra ou sacerdotes da Mesopotâmia? Quais os primeiros mineradores a explorar ouro e pedras preciosas no Brasil: portugueses ou engenheiros egípcios? Ficaria a lendária Ilha das Sete Cidades, uma espécie de novo Éden que os romanos tanto buscavam, nos Açores, nas Antilhas ou nas costas do Piauí? Perguntas como essas são abordadas em Antiga História do Brasil ― de 1100 a.C a 1500 d.C, obra de excepcional valor como fonte de estudos sobre a descoberta e colonização do Brasil por povos antigos, considerada um verdadeiro desafio lançado aos pesquisadores pelo historiador austríaco Ludwig Schwennhagen, cujas teses têm despertado o apoio de órgãos do governo, e o interesse de leitores comuns que a vêem como uma instigante literatura que poderá reformular a História do Brasil.

Dr. Sasha Alex Lessin and Janet Kira Lessin explain the Anunnaki's involvement in human history. The giant olden gods, folks with high tech & their heirs chain us to short, hard lives. The "gods" rocketed here from the planet Nibiru & bred with Homo Erectus to create us as short term slaves & soldiers. We praised them & killed in their names: Allah = the Sumerian Nannar, Yahweh = Enlil, Adanoi = Enki. Read this book & transcend the "gods'"religions.

As cruzadas: uma história é o retrato definitivo de um assunto fundamental na história medieval. Autoridade na matéria, Jonathan Riley-Smith explora os antecedentes das cruzadas, seus principais agentes e as suas experiências no conflito, produzindo assim um texto acessível e ao mesmo tempo abrangente. Esta edição apresenta: • Vasto material historiográfico, inclusive traduções de textos da época; • Escopo ampliado, que se estende até o século XIX; • Aspectos pedagógicos de grande utilidade, como bibliografia comentada, mapas, figuras e uma cronologia inédita. Esta é uma leitura imprescindível para todo e qualquer estudante ou estudioso a fim de entender as cruzadas e o seu significado no curso da história mundial.

Nikola Tesla figura-se no campo da eletricidade como um divisor de águas devido à genialidade de suas pesquisas e invenções. Filho de um clérigo da Igreja grega e de uma mãe conhecida por seus dotes em bordados, Tesla, sem dúvida, remou contra a maré ao interessar-se precocemente por física e aritmética, contrariando as intenções de seu pai de torná-lo padre. Foi um jovem brilhante, que conseguiu reduzir para três os quatro anos de sua graduação, formando-se em 1873. Era conhecido não somente por sua mania de resolver problemas matemáticos multiplicando-os por três ou uma potência de três, mas, também, por sua facilidade em aprender idiomas; ele falava e escrevia fluentemente em mais de seis línguas distintas.

A detonação de armas nucleares no século XX não foi a primeira vez que a humanidade viu uma destruição tão terrível. Baseando-se no trabalho do renomado autor Zecharia Sitchin, no livro de gênesis, nas tabuletas de argila sumérias e em evidências arqueológicas, como antigos esqueletos radioativos, Chris H. Hardy revela o antigo evento nuclear que destruiu a civilização suméria e as lutas de poder dos 'deuses' que levaram para isso.

Neste volume, o primeiro de um conjunto de três que focam as primeiras civilizações, dos despotismos orientais à Cidade grega, colaboram três especialistas de história Antiga: Pierre Lévêque (que aliás dirige toda a obra), André Leroi-Gourhan e Jean Vercoutter. Pierre Lévêque, numa abordagem inicial a toda a obra, fala-nos das primeiras Idades do homem: a Idade da Pedra e a Idade do Bronze, e apresenta-nos os povos Indo-Europeus. Leroi-Gourhan (especialista em Antropologia e Pré-História) foca a evolução do Homo Sapiens desde o Paleolítico Inferior ao Neolítico, no seu aspecto técnico, económico, cultural e social.

El misterio de la Atlantida perdida es un misterio que continua fascinante para much gente. Despues de expediciones varias en el Altiplano boliviano, Jim Allen describe aqui el sitio en Pampa Aullagas que es sitio unico en el mundo que corresponde a las detalles de Platon con sus anillos concentricos y ubicado a una distancia de 50 estadios desde un mar - el mar interior del lago Poopo conocido anteriormente como "el umbilico del mundo" o "donde el mundo comenzo." Como dice Jim Allen en entrevista con Reuters, "Los americanos del sur no deben llamarse suramericanos, sino Atlantes."

The discovery of South America as the continent of Plato's Atlantis

O autor pretende revelar a história das origens enigmáticas dessa civilização antiga e, ao fazer isso, questiona verdades aceitas sobre a história primitiva do Egito. Com um acesso às partes perdidas do Templo do Vale, que foi fechado aos arqueólogos, o autor apresenta uma história reconstruída dessa sociedade. Explorando vários caminhos que conduzem à verdade na história do Egito Antigo, 'Aurora Egípcia' demonstra que a Grande Pirâmide não pode ter sido construída pelo rei Quéops, as posições exatas de sete tumbas reais intactas do Antigo Império e o verdadeiro objetivo e projeto do Planalto de Gizé e suas três pirâmides principais, a existência do maior círculo megalítico e observatório astronômico do mundo no norte da África e sua possível ligação com as pirâmides, que o Templo do Vale está repleto de passagens e câmaras não relatadas antes, a verdadeira data da misteriosa 'Tumba de Osíris', que fica a 34,7 metros embaixo do Planalto de Gizé.

Em Babilônia, Paul Kriwaczek conta a história da antiga Mesopotâmia, desde as primeiras povoações, em torno de 5400 a.C., até a chegada dos persas no século VI a.C. O autor faz a crônica da ascensão e queda do poder dinástico no reino babilônico durante esse período e analisa suas numerosas inovações e invenções materiais, sociais e culturais.

What if ancient sites such as Machu Picchu, Chichen Itza, the Acropolis, and Temple Mount are not only thousands of years old but much older? Until recently, a lack of hard evidence has led mainstream archaeologists to dismiss theories of past civilizations as pseudoscientific attempts to resurrect ancient myths and legends. However, new archaeological discoveries are beginning to challenge conventional explanations.

On the coast of Peru a mysterious people appeared about 3000 years ago and disappeared 1000 years later. Today we know of them as the Paracas, an Inca term to describe the area some 1500 years after the Paracas were no longer present.The royalty of these people had elongated heads, natural dark red hair, light skin and possibly blue or green eyes; quite different from the Native population.Academics do not study these ancient people because such a study is profoundly complex, but very recent DNA testing has revealed that the Paracas may very well have emigrated to the coast of Peru from the Black Sea and Crimea area of Eurasia. This book shatters much of what we know of ancient Peru.

O Bhagavad Gita (A sublime canção), poema místico-filosófico, é o episódio mais célebre do Mahabharata e o texto mais venerado pelos hindus.Um manual de assertividade, ele nos aponta que a humanidade encontra-se perdida entre dois caminhos: o da passividade, em que o homem, consciente das leis do karma, opta por não agir; e o da agressividade, de acordo com o qual o homem age movido pelo ego, pelos próprios interesses. O Bhagavad Gita então aponta um novo caminho, o caminho do sábio: o reto-agir, o agir de acordo com a essência suprema do ser, agir segundo os mais nobres valores. Traduzido e comentado pelo filósofo e educador Huberto Hoden, este livro é um verdadeiro compêndio das ideias do hinduísmo.

História, de Heródoto, divide-se em nove livros, abrange dois séculos e conta os principais episódios do conflito greco-pérsico. Inspirado pelo patriotismo, o autor, considerado o “pai da História” e cuja obra sobrevive até hoje, preocupa-se em exaltar a união dos Gregos contra os bárbaros e, sem seguir estrita ordem cronológica, descreve cada região do império, a religião, a geografia, a História e as características étnicas de cada povo. Heródoto foi um grande e fidedigno repórter e observador curioso, documentando os fatos sem se preocupar em comentá-los. Esta edição, dividida em dois volumes, conta com o estudo crítico do historiador Vítor de Azevedo.

A Breve História dos Incas apresenta um apaixonante percurso pela história, cultura, costumes e religião do Estado mais poderoso da América pré-colombiana. Com origens míticas e históricas, os incas conseguiram se expandir ao longo dos Andes e por toda a costa do Pacífico.
Idade Mínima Recomendada: 18 anos Idade Máxima Recomendada: 60 anos

Resultado da tradição oral dos primeiros crentes da era cristã, os apócrifos tornaram-se importantes documentos reveladores do modo como vivia e pensava uma grande parcela da cristandade, cuja voz ficou abafada pela Igreja Oficial. A publicação dos proscritos da Bíblia converte-se em uma nova contribuição para os interessados em aprofundar os estudos das Sagradas Escritura, através de seu cotejo com a produção literária apartada do cânon tradicional.

Os Livros apócrifos (grego: απόκρυφος; latim: apócryphus; português: oculto), também conhecidos como Livros Pseudocanônicos, são os livros escritos por comunidades cristãs e pré-cristãs (ou seja, há livros apócrifos do Antigo Testamento) nos quais os pastores e a primeira comunidade cristã não reconheceram a Pessoa e os ensinamentos de Jesus Cristo por serem escritos após o i século e, portanto, não foram incluídos no cânon bíblico. O termo "apócrifo" foi criado por Jerônimo, no quinto século, para designar basicamente antigos documentos judaicos escritos no período entre o último livro das escrituras judaicas, Malaquias e a vinda de Jesus Cristo. São livros que, segundo a religião em questão, não foram inspirados por Deus e que não fazem parte de nenhum cânon. São também considerados apócrifos os livros que não fazem parte do cânon da religião que se professa.

Acossados e forçados por seus inimigos do Velho Mundo a deslocar-se cada vez mais para o interior do continente norte-americano, os templários deixaram artefatos, relíquias e informações em pontos-chave, na esperança de que iniciados futuros pudessem usar seu entendimento da ciência dos meridianos e das linhas de energia para localizar esses esconderijos. A história da busca por esses tesouros esteve estreitamente interligada com a história dos EUA, do Canadá, com a Revolução Americana e o projeto de Construção de Washington. Filmes como A Lenda do Tesouro Perdido apenas arranharam a superfície do que o autor demonstra neste contundente livro, que vem para rasgar os véus ficcionais que envolvem o assunto, e juntar as peças desse enigmático quebra-cabeça.

“Em Crepúsculo dos Deuses”, diz Däniken, “eu vou provar que Puma Punku não foi construída por nenhuma civilização da Idade da Pedra”.
Após analisar as evidências acima, Däniken fala sobre a destruição parcial intencional, ao mesmo tempo em que conclui, ironicamente, que a colonização espanhola permitiu a elucidação dos códigos e calendários maias a partir do contato dos Franciscanos com a tradição oral e escrita maia.
Como o calendário maia, segundo os estudiosos, vai de agosto de 3114 a.C. a dezembro de 2012 d.C., e suas profecias falam em retorno dos “Deuses”, que, para o autor, são seres extraterrestres com conhecimento superior e que ajudaram os humanos na Antiguidade, haverá sim a possibilidade de grandes revelações.

Criação do Ocidente cobre o período que vai da queda do Império Romano do Ocidente até o fim da Idade Média. Mostra que, em vez de fatores seculares e econômicos, foi a religião que permitiu a um pequeno grupo de povos da Europa Ocidental adquirir poder para transformar o mundo e emancipar a humanidade de uma dependência imemorial da natureza, levando-a a inevitáveis estágios crescentes de progresso.

Uma investigação oficial e o estudo da verdadeira história de Anunnaki, seu panteão, as religiões, os nomes e o papel dos deuses e deusas que criaram o Homem a partir da argila, bem como de deuses, espíritos e demônios deste mundo, do mundo do além, e do inferno. Um livro poderoso, que nos explica em um Português simples, como os primeiros seres humanos e os "tipos" finais de seres humanos foram criados geneticamente pelo Anunnaki e o Igigi, há cerca de 65 mil anos atrás na Mesopotâmia. O estudo é baseado unicamente nas placas Sumérias - Acadianas - Assírias, na arqueologia, na história, nos Ulema Anunnaki, na literatura e nas fontes linguísticas da Babilônia, Uruk, Ur, Eridu e outras antigas cidades da Mesopotâmia. Neste estudo acadêmico e informativo, não há espaço para falsas/fictícias traduções e interpretações ridículas da história dos Anuna (Deuses), Anunnake, as placas e poemas Sumérios - Acadianos-Assírios

De Bizâncio para o Mundo, de Colin Wells, é a fascinante narrativa de uma aventura intelectual que conduz o leitor pelos desertos da Arábia até as florestas sombrias da Rússia setentrional, pelas pitorescas cidades da Itália renascentista até os momentos finais de uma cidade milenar. Um livro único sobre o tema.Bizâncio: sucessor da Grécia e da Roma antigas, esse magnífico império de mil anos foi a ponte entre os mundos antigo e moderno. Sem Bizâncio, as obras de Homero e Heródoto, Platão e Aristóteles, Sófocles e Ésquilo não teriam sobrevivido.A história do Império Bizantino é repleta de ideias edificantes, de muito drama, de importantes personagens e de corajosos atos de bravura. No livro, Colin trata dos missionários, filósofos e artistas que, contra todas as probabilidades, propagaram os ideais gregos nas sociedades italiana, islâmica e eslava. Com um texto ágil e repleto de versões fascinantes dos fatos, De Bizâncio para o Mundo é uma das grandes publicações históricas sobre a passagem e a perpetuação da cultura ao longo dos séculos.

Apoiado em extensa pesquisa, Palmer refaz toda a trajetória do Império Otomano para explicar o que deu errado no projeto de poder global dos sultões de Constantinopla. Um império não se faz da noite para o dia. E muito menos termina. De 1299 a 1923, o Império Otomano se espalhou e influenciou três grandes regiões ― Leste Europeu, Oriente Médio e Norte da África ― sob o comando de uma longa linhagem de sultões sediados em Constantinopla (a atual Istambul). Formado a partir do século XIII em uma lacuna histórica entre o fim dos impérios Greco-Romano e Bizantino e a gestação dos novos europeus (Portugal, Espanha, Inglaterra e França), o Otomano teve uma Idade de Ouro que durou cerca de dois séculos e ficou conhecido tanto pela brutalidade nas batalhas quanto por lidar com culturas diferentes sem necessariamente subjugá-las.

Reveals the profound influence of the Denisovans and their hybrid descendants upon the flowering of human civilization around the world. Traces the migrations of the sophisticated Denisovans and their interbreeding with Neanderthals and early human populations more than 40,000 years ago. Shows how Denisovan hybrids became the elite of ancient societies, including the Adena mound-building culture. Explores the Denisovans’ extraordinary advances, including precision-machined stone tools and jewelry, tailored clothing, and celestially-aligned architecture. Ice-age cave artists, the builders at Göbekli Tepe, and the mound-builders of North America all share a common ancestry in the Solutreans, Neanderthal-human hybrids of immense sophistication, who dominated southwest Europe before reaching North America 20,000 years ago. Yet, even before the Solutreans, the American continent was home to a powerful population of enormous stature, giants remembered in Native American legend as the Thunder People. New research shows they were hybrid descendants of an extinct human group known as the Denisovans, whose existence has now been confirmed from fossil remains found in a cave in the Altai region of Siberia.

Este livro revela os segredos do mundo cativante do Egito Antigo, as histórias intrigantes de suas celebridades, como Akhenaton, Ramsés, o Grande, Rainha Cleópatra e o rei Tut. Você aprenderá sobre deuses poderosos e o vínculo mágico entre o Sol e o povo do Egito, e explorará os horríveis rituais funerários que garantiam um caminho seguro para a vida após a morte. Descubra os segredos de uma das sociedades mais magníficas que já existiu e por que ela ainda consegue atrair a atenção do mundo.

O autor, que dedicou a vida a pesquisas pelo mundo todo, defende neste livro a existência de outros seres inteligentes no Universo e propõe que extraterrestres tenham trazido grandes conhecimentos ao nosso planeta. A evidência disso estaria nos achados arqueológicos, monumentos antigos, mapas e marcas intrigantes em solos rochosos, que Däniken analisou em várias partes do mundo. Ele comparou, por exemplo, fenômenos semelhantes ocorridos em épocas e culturas muito diferentes. Eram os Deuses Astronautas? é um best-seller mundialmente consagrado por milhões de leitores – um estudo de misteriosos remanescentes da Antiguidade à luz do conhecimento de nossos dias.

O Evangelho de Tomé complementa os outros evangelhos. Podemos estudá-lo como um convite de Yeshua, o Mestre, a viver a experiência de não-dualidade, com Aquele que é, permanecendo em sua presença no coração de nossos atos mais sublimes e mais cotidianos.

Guy Montag é um bombeiro. Sua profissão é atear fogo nos livros. Em um mundo onde as pessoas vivem em função das telas e a literatura está ameaçada de extinção, os livros são objetos proibidos, e seus portadores são considerados criminosos. Montag nunca questionou seu trabalho; vive uma vida comum, cumpre o expediente e retorna ao final do dia para sua esposa e para a rotina do lar. Até que conhece Clarisse, uma jovem de comportamento suspeito, cheia de imaginação e boas histórias. Quando sua esposa entra em colapso mental e Clarisse desaparece, a vida de Montag não poderá mais ser a mesma.

The bestselling author of The Sign and the Seal reveals the true origins of civilization. Connecting puzzling clues scattered throughout the world, Hancock discovers compelling evidence of a technologically and culturally advanced civilization that was destroyed and obliterated from human memory. Four 8-page photo inserts.

Over the centuries, researchers have found bones and artifacts proving that humans like us have existed for millions of years. Mainstream science, however, has supppressed these facts. Prejudices based on current scientific theory act as a knowledge filter, giving us a picture of prehistory that is largely incorrect.

Scientific confirmation of advanced civilization at the end of the last ice age, the solar catastrophe that destroyed it, and what the evidence means for our future. Demonstrates, based on the 12,000-year-old megalithic complex of Göbekli Tepe, that advanced civilization extends thousands of years further back than generally acknowledged. Examines the catastrophic solar outbursts that ended the last ice age, wiping out antediluvian civilization and incinerating much of the evidence of that period. Reveals data that show solar outbursts powerful enough to devastate modern society could return in the future. Building upon his revolutionary theory that the Sphinx dates back much further than 2500 BCE, geologist Robert Schoch reveals scientific evidence of advanced civilization predating ancient Egypt, Sumeria, and Greece, as well as the catastrophe that destroyed it nearly 12,000 years ago and what its legacy can teach us about our own future.

Os enigmas do Universo ainda não foram completamente desvendados, mesmo no século XXI, e dificilmente serão. Isso graças à constatação, séculos atrás, de um pensador que expôs pela primeira vez a infinitude do Universo e a possibilidade de haver vidas inteligentes em outros mundos. Seu nome era Giordano Bruno, que, estimulado pela introdução do sistema heliocêntrico de Copérnico e tomado de um profundo gosto pela controvérsia, defendeu a idéia da pluralidade dos mundos.

Existem acontecimentos históricos que são nebulosos, misteriosos. O caminho da humanidade é repleto de lacunas, que por vezes acabam sendo preenchidas com as mais incríveis hipóteses, muitas delas chamadas de "teorias da conspiração", ou seja, resultantes de interesses de determinados grupos, sem deixar que as pessoas saibam da verdade. Fica uma interrogação no ar: o que teria de fato ocorrido? Neste livro, segredos, profecias, mistérios, crimes sem solução e fatos sem explicação são colocados sob os holofotes e discutidos à luz de evidências e contraprovas, para que o leitor tire suas conclusões sobre o que é fato, elucubração, verdade ou conspiração.

Desde seu primeiro livro, o 12o Planeta (Madras Editora), Zecharia Sitchin afirmou que os Elohim bíblicos que disseram “Vamos moldar o Homem de acordo com nossa imagem e semelhança” eram os deuses da Suméria e da Babilônia – os anunnakis que vieram à Terra de seu planeta Nibiru. Adão, ele escreveu, foi geneticamente modificado com o acréscimo de genes anunnakis similar àqueles dos hominídeos existentes, há alguns 300 mil anos. Então, de acordo com a Bíblia, nos dias que antecederam o Grande Dilúvio, e daí em diante, “havia gigantes na Terra” que se miscigenaram com os descendentes de Adão, dando à luz “heróis de renome”.

Escrever uma História do Egito dos faraós não apresenta mais, nos nossos dias, o aspecto aventureiro que tal tentativa ainda conservava na virada do século XX. Diante dos progressos técnicos, novos métodos de trabalho provocaram a mudança do pensamento dos pesquisadores, e surgiu a ideia de que um caco de cerâmica pode ter um peso tão grande no entender um fato quanto um grão de pólen ou um fragmento de papiro. A partir desta multiplicação das fontes, o historiador vê-se obrigado a abrir seu método a diversas disciplinas.

História Medieval do Ocidente tem por objetivo fornecer um panorama geral acerca do Ocidente cristão medieval, envolvendo aspectos econômicos, políticos, sociais, culturais e religiosos. Esta obra dividi este vasto período em dois grandes blocos, consagrados já pela historiografia: a Alta Idade Média, englobando os séculos V a X, caracterizada pelo período de formação da estrutura feudal, e a Baixa Idade Média, do século XI até o século XIV, onde o feudalismo já estava plenamente consolidado.

Which civilization had the first system of law? The first formal educational system? The first tax cut? The first love song? The answers were found in excavations of ancient Sumer, a society so developed, resourceful, and enterprising that it, in a sense, created history. The book presents a cross section of the Sumerian "firsts" in all the major fields of human endeavor, including government and politics, education and literature, philosophy and ethics, law and justice, agriculture and medicine, even love and family.

Para entender o mundo de ontem e de hoje Impérios não segue a narrativa convencional que afirma que o império resulta inevitavelmente no Estado-Nação. O foco deste trabalho inovador está no modo como os diferentes impérios surgiram, competiram entre si e construíram estratégias de governo, ideias políticas e afiliações humanas durante um longo período de tempo: desde a Roma e a China antigas até os nossos tempos. Como cada império desenvolveu seus repertórios de poder, lidou com povos e territórios anexados, acolheu ou rechaçou culturas estrangeiras são algumas das questões analisadas em cerca de dois mil anos de história e cobrem impérios da Europa e da Ásia e seus domínios na América e na África. A busca pelo lucro por meio da anexação de vastas regiões produziu formas de governo que tocam nos tempos modernos e nos dizem respeito ainda hoje.

A fresh retelling of the ancient texts about Ishtar, the world's first goddess. Illustrated with visual artifacts of the period. "A great masterpiece of universal literature."--Mircea Eliade

Até a descoberta da América e o desenvolvimento das modernas técnicas de cartografia, os mapas-múndi circulares desenhados pelos povos cristãos tinham como centro geométrico as coordenadas de Jerusalém. Esse fato dá uma medida da enorme importância política e espiritual por eles atribuída ao palco histórico do drama da paixão, da morte e da ressurreição de Jesus Cristo. Do mesmo modo, os judeus consideram essa cidade milenar - que acolheu o Templo de Salomão e é a atual sede do governo israelense - o centro de sua vida espiritual e temporal, bem como o cenário do futuro advento do Messias e do fim dos tempos. Por sua vez, os muçulmanos acreditam que, durante sua ascensão celestial, Maomé visitou Jerusalém montado em seu cavalo alado, tornando-a um centro incontornável do culto islâmico.

Por abordar um assunto polêmico, o próprio autor encarrega-se de justificar sua motivação e seu objetivo ao escrever o livro: “O propósito é provocar discussões em relação aos conceitos das quatro religiões ocidentais e iluminar os cantos escuros da Bíblia, a respeito dos quais os profissionais não ousam se pronunciar, e os segredos explosivos que não se atrevem a mencionar. Além disso, procuro explorar como esses textos evoluíram, para que servem e, de fato, de que forma são relevantes para o mundo moderno. Será que nos é possível desenterrar a verdadeira história da religião e descobrir por que ela se tornou o tema central da psique humana? Por que, por exemplo, uma certa nação acreditou ser a única designada para guardar essa tradição? Obviamente, a nação judaica se considerava a detentora de uma grande e antiga tradição; havia conhecimento sagrado a ser encontrado na Palestina. (...) Quer seja verdade ou não, essa tradição de um conhecimento sagrado mantido nessa área atraiu reis e potências do mundo todo, provocando ali grandes colisões. Entretanto, a fonte-raiz desse conhecimento parece ser religiosa. O que poderia realmente haver em uma religião para atrair uma civilização vizinha dessa maneira? É uma pergunta interessante, e a resposta a esses enigmas deve estar nos livros sagrados”.

O teólogo Holger Kersten mostra a vida de Jesus, antes e depois da crucificação! Por que o Cristianismo escolheu ignorar as conexões do Cristo com as religiões do Oriente e descartar repetidamente as inúmeras afirmações de que ele passou grande parte de sua vida na Índia? Este livro convincente apresenta evidências irrefutáveis de que Jesus realmente viveu naquele país, morrendo lá na velhice. O leitor é levado aos locais históricos relacionados a Jesus em Israel, Oriente Médio, Afeganistão e Índia. Além de revelar vínculos antigos entre os israelitas e o Oriente, os indícios encontrados pelo autor apontam para as seguintes conclusões surpreendentes: em sua juventude, Jesus seguiu a antiga Rota da Seda para a Índia, enquanto estudava Budismo, adotando seus princípios e tornando-se um mestre espiritual. Jesus sobreviveu à crucificação e, após sua ressurreição, retornou à Índia e lá viveu até seus últimos dias. Ele foi enterrado em Srinagar, capital de Jammu e Caxemira, onde continua sendo reverenciado como um homem santo e onde seu túmulo ainda existe.

Uma das mais brilhantes sátiras distópicas já escritas, Laranja Mecânica ganhou fama ao ser adaptado em uma obra magistral do cinema pelas mãos de Stanley Kubrick. O livro, entretanto, também é um clássico moderno da ficção inglesa e um marco na cultura pop, que ao lado de 1984, de George Orwell, Admirável Mundo Novo, de Aldous Huxley, e Fahrenheit 451, de Ray Bradbury, representa um dos ícones literários da alienação pós-industrial.

With over 5 million copies sold worldwide of Fingerprints of the Gods, its New York Times bestselling sequel Magicians of the Gods brings new evidence supporting Hancock's thesis that a global cataclysm wiped out a great global civilization. On the heels of the very successful hardcover edition, Hancock returns with this paperback version including three new chapters brimming with recent reporting of fresh scientific advances (ranging from DNA to astrophysics) that substantially support his case.

AS MAIS SIGNIFICANTES DESCOBERTAS ARQUEOLÓGICAS relacionadas a todos os livros da Bíblia. Leigos, pastores, estudantes, acadêmicos e qualquer um que esteja procurando por um recurso de arqueologia bíblica atual e abrangente não precisa procurar mais. Ilustrado com fotos coloridas, gráficos e mapas, este manual fornece uma riqueza de informações que complementam o contexto histórico da Bíblia. O Manual de Arqueologia Bíblica Thomas Nelson é organizado em três seções: Arqueologia do Antigo Testamento, Arqueologia do Período Intertestamental e Arqueologia do Novo Testamento.

Charles Hapgood's classic 1966 book on ancient maps is back in print after 20 years. Hapgood produces concrete evidence of an advanced worldwide civilization existing many thousands of years before ancient Egypt. He has found the evidence in many beautiful maps long known to scholars, the Piri Reis Map that shows Antarctica, the Hadji Ahmed map, the Oronteus Finaeus and other amazing maps. Hapgood concluded that these maps were made from more ancient maps from the various ancient archives around the world, now lost. Hapgood also concluded that the ancient mapmakers were in some ways much more advanced scientifically than Europe in the 16th century, or than the ancient civilizations of Greece, Egypt, and Babylonian.

Em 'Meus enigmas favoritos', o autor reúne suas mais recentes descobertas (e também suas eternas dúvidas) sobre o Triângulo das Bermudas, os moais da Ilha de Páscoa, as figuras de Nazca, no Peru, a intrigante criatura que habita o lago Ness, na Escócia, e até mesmo o verdadeiro poder da ayahuasca, utilizada em cerimônias do Santo Daime, no Brasil. São 30 enigmas, que compõem neste livro um dos projetos mais ambiciosos da carreira do autor.

O achado arqueológico do século XX foi a impressionante descoberta, em dezembro de 1945, de um grande vaso cheio de antigos manuscritos em papiro. Meticulosamente restaurados e traduzidos, esses fragmentos vieram a ser conhecidos em conjunto como a biblioteca de Nag Hammadi. Por meio deles, vislumbramos uma emocionante perspectiva alternativa sobre Jesus e muitos dos seus primeiros seguidores, incluindo a influência do gnosticismo sobre as suas crenças. Marvin Meyer, um dos principais tradutores e pesquisadores especializados no assunto, discorre em detalhes sobre a importância e a influência continuada dessas opiniões alternativas do Cristianismo reprimidas pela Igreja primitiva. Mistérios Gnósticos: As Novas Descobertas é o melhor guia disponível da história e significação das descobertas de Nag Hammandi – um vínculo sensacional da arqueologia moderna com os fundamentos da maior religião do mundo.

Durante séculos, o poder da magia e o encanto dos mitos, das lendas e mistérios das tradições nórdicas despertaram o interesse de magos e buscadores espirituais de todo o mundo. Nesse livro, Mirella Faur aborda a complexidade cosmológica e mágica do universo escandinavo de forma prática e acessível, trazendo à luz a mais completa e documentada obra já publicada sobre o tema em língua portuguesa. Mesmo sem qualquer conhecimento prévio sobre os assuntos tratados, você poderá aprender e aplicar – com consciência e responsabilidade – os “mistérios sussurrados” pelos mestres de outrora, a fim de tornar sua vida mais plena e harmoniosa, em perfeito alinhamento e sintonia com as forças cósmicas e telúricas por meio das tradições nórdicas.

Por trás das muralhas do lugar mais sagrado do mundo — o Vaticano, sede da Igreja Católica Apostólica Romana — existe uma complexa rede de mentiras, corrupção e conspirações, tão esmagadora que provocou a recente renúncia do papa Bento XVI.

No começo eram os deuses revela diversos aspectos da longínqua cultura mesopotâmica. Considerada o berço da civilização, a Mesopotâmia abrigou impérios responsáveis pela invenção da escrita e de grande influência nos destinos dos povos gregos e egípcios. Nesta coletânea de ensaios, o historiador francês Jean Bottéro cria um admirável retrato dos primórdios do nosso tempo, fundamental para o entendimento de diversas nuances da Civilização ocidental. “Por trás desta ressurreição de um mundo, precisa e por vezes miraculosa, nos lembra a cada instante que devemos desconfiar de todas as coisas, até mesmo dos nossos pensamentos e da história, sobretudo quando ela faz entrarem em cena nacionalismos brutais, que buscam sua fonte, e a razão de sua supremacia, em uma lendária antiguidade”, analisa Jean-Claude Carriére, amigo do historiador e responsável pelo prefácio do livro.


Página 2 (O a Z)

Participe desta iniciativa. Nos indique novos títulos em português, inglês, francês ou espanhol escrevendo para contato@anunaki.com.br .

Em caso de dúvida, link quebrado ou outros problemas entre em contato conosco.