Descobertas Sobre Sodoma e Gomorra

Uma descoberta incrível repercutiu na imprensa internacional no último mês, após um grupo de cientistas anunciar a descoberta da maior caverna de sal do mundo. Acredita-se que a caverna, que se estende por mais de dez quilômetros subterrâneos, seja ainda mais extensa do que a caverna Namakdan, do Irã, que antes era considerada a mais longa caverna de sal. A abertura principal da caverna de Malham está localizada perto de um pilar de sal popular entre os turistas, chamado “a esposa de Ló”, personagem bíblica que ficou petrificada por olhar para a destruição das cidades de Sodoma e Gomorra. A datação por radiocarbono de fragmentos de madeira encontrados no interior da caverna ajudou a datar a sua formação há cerca de 7.000 anos, tornando-a extremamente jovem segundo padrões espeleológicos. Sodoma e Gomorra são, de acordo com a Bíblia, duas cidades que teriam sido destruídas por Deus com fogo e/ou enxofre caídos do céu.

Após o retorno de Abraão do Egito, o relato bíblico menciona que os habitantes de Sodoma eram grandes pecadores contra Deus.Porém, isso não impediu uma coexistência pacífica entre os habitantes de Sodoma com o patriarca Abraão, e com o seu sobrinho, Ló. Alguns escritos judaicos clássicos enfatizam os aspectos de crueldade e falta de hospitalidade com forasteiros. Uma tradição rabínica, exposta na Mishnah, afirma que os pecados de Sodoma estavam relacionados à ganância e ao apego excessivo à propriedade, e que são interpretados como sinais de falta de compaixão. Alguns textos rabínicos acusam os sodomitas de serem blasfemos e sanguinários.

Segundo o livro de Gênesis, dois anjos de Deus dizem a Abraão que “o clamor de Sodoma e Gomorra se têm multiplicado, e porquanto o seu pecado se têm agravado muito”. Abraão, então, intercede consecutivas vezes pelo povo sodomita, e Deus, ao final, lhe responde que, se houvesse em Sodoma dez justos na cidade, ela não seria destruída. Ferindo com cegueira os homens que estavam junto a porta da casa de Ló, por quererem abusar sexualmente dos anjos enviados por Deus (Gênesis 19:5), os anjos retiram o patriarca e sua família da cidade e lhes dão a ordem de seguirem sempre em direção das montanhas sem olharem para trás. A esposa de Ló desobedeceu a ordem dada pelos anjos e olhou para trás e foi transformada em estátua de sal. Então, de acordo com Gênesis, inicia-se a destruição de Sodoma e de toda a planície daquela região.

De acordo com a Revista Galileu, arqueólogos afirmaram que as consequências decorrentes de uma explosão de um meteoro na atmosfera foram responsáveis por destruir a antiga civilização da área. “Estamos desenterrando o maior sítio arqueológico da Idade do Bronze na região, provavelmente a própria Sodoma bíblica”, descreveram especialistas no site do Tall el-Hammam Excavation Project. Ao que parece, as duas descobertas se completam, e a caverna de sal encontrada pode ter sido formada por alguma catástrofe naquela região.


Referências:

THE GUARDIAN: Disponível em: <https://www.theguardian.com/world/2019/mar/28/israel-malham-salt-cave-worlds-longest#img-1>. Acesso em: 12 de junho 2019.

REVISTA GALILEU: Disponível em: <https://revistagalileu.globo.com/Ciencia/noticia/2018/11/sodoma-e-gomorra-foram-destruidas-por-meteoro-dizem-arqueologos.html>. Acesso em: 12 de junho 2019.

PIERRE, A. Notícias da Arqueologia, Revista Enigmas, Piracicaba, 7 ed., 4 , 05/19

WIKIPEDIA: Disponível em: <https://pt.wikipedia.org/wiki/Sodoma_e_Gomorra>. Acesso em: 12 de junho 2019.

BÍBLIA ONLINE: Disponível em: <https://www.bibliaonline.com.br/acf>. Acesso em: 12 de junho 2019.

André de Pierre

Editor da Revista Enigmas, escritor, historiador, pesquisador, explorador e conferencista.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *